quinta-feira, 25 de maio de 2017

A educação de Felicity (The School for Manners, #1)

Livro pequeno, agradável e risonho.
Comédia romântica de época que me cativa, achei uma boa aposta pois já li um livro, o quinto volume desta coleção, mas infelizmente a aposta da Asa foi curta e somente estão impressos em português este e o segundo bahhhh.
Este é o primeiro volume que nos conta, muito resumidamente que as Irmãs Tribble estão necessitadas, a beira da pobreza, e passam a colocar um anúncio no jornal oferecendo os seus serviços aos pais mais desesperados com o procedimento de suas filhas, nasce a Academia de Etiqueta. A primeiríssima aluna chama-se Felicity e é maria-rapaz, sonhos do pai de ter tido um filho, transmitiu tal vontade para a filha, para desespero da mãe.
O alvo deste romance não é o futuro casal em si, Felicity e Ravenwood e um amor pouco convincente, bem como as atribulações por que passam mas sim as irmãs Amy e Effy que serão as professoras de etiqueta da aluna. Meio díspares, contrarias, casmurras e procurando pelo seu eterno casamento/amor "resolvem", e aqui coloco tal palavra de forma muito liberal, as várias contrariedades da menina e problemas que surjam com o maior à-vontade, humor e exagero transformando qualquer situação banal e desesperada em algo bizarro e extravagante, e risota total.
Sinopse:
 Numa época em que as mulheres da nobreza só dispõem de duas opções - casar ou esperar que um parente rico morra - as irmãs Tribble não têm sorte nenhuma. Não só ainda não encontraram o amor como, após anos de bajulação a uma intratável tia velha, veem o seu nome apagado do testamento aquando da sua morte.As românticas Amy e Effie Tribble sonhavam com ricos jantares de carne assada e batalhões de criados aduladores mas agora estão oficialmente na penúria. Ironicamente, é neste cenário desolador que lhes ocorre uma ideia brilhante: colocar a sua educação esmerada ao serviço das jovens mais "difíceis", apresentá-las à sociedade e arranjar-lhes casamento.Não contavam que a sua primeira cliente fosse Lady Felicity Vane, cuja rebeldia ameaça enlouquecer a sua própria mãe e arruinar o projeto sentimental de Amy e Effie. A jovem prefere caçar com os amigos a pensar em casar. Mal ela sabe que o seu suposto pretendente é o homem que mais a irrita (e que mais irritado se sente por ela). Felicity nunca admitirá que o seu coração treme ao ver Charles Ravenswood, principalmente porque o elegante marquês parece não ter paciência nenhuma para as suas extravagâncias. O clima entre ambos é tão tenso que, se soubessem o que as irmãs planeiam, o resultado seria, no mínimo, desastroso…
Boas leituras

domingo, 21 de maio de 2017

Bom dia

uma flor para vos alegrar o dia

 

Xaile Half Granny: Novo projeto

Pois é enquanto o outro projeto aguarda melhores dias iniciei um outro que estava pensado fazer algum dia, até o tinha colocado na fila no Ravelry como algo que gostaria de fazer. Já fiz vários trabalhos com este ponto granny square mas o xaile com parte deste ponto ainda não.
Iniciado hoje mostro fotos de como está.

Estou a utilizar uma a agulha n.º 2 e escolhi esta cor laranja para o modelito.

sexta-feira, 19 de maio de 2017

Baktus: Upgrade

Olá
O Baktus vai progredindo e estou quase a acabar o presente novelo necessitando brevemente do 2º que tenho da mesma cor pois pelo tamanho que tem é ainda insuficiente para dar a volta ao pescoço. Procurei mas o dito cujo não há meio de aparecer, guardei-o tão bem mas tão bem que não sei onde estará. Pensa, pensa... 

Entretanto deixo foto do que está feito e retomarei quando o encontrar. Até breve

domingo, 14 de maio de 2017

Quem tem medo de Virginia Wolf?

Fui ver a peça acima com dois atores bastante conhecidos
Adorei e recomendo, aviso que não é uma peça leve.
Resultado de imagem para quem tem medo de virgínia woolf peça

sábado, 13 de maio de 2017

Baktus: Novo projeto

No meio de tanta coisa boa neste dia 13 iniciei um outro trabalho em crochet, esquema encontrado num blogue Das mãos da Gracinha, nas minhas viagens de cuscar pela net. Achei engraçado a forma peculiar que toma aquando da sua completude.  
 Escolhi uma linha matizada nº 5, com uns tons bonitos em verde, e estou a utilizar a agulha n.º 2. Deixo fotos do seu inicio...
.
Até breve 

terça-feira, 9 de maio de 2017

Casado até segunda (The Weekday Brides, #2), de Catherine Bybee

Livro pequeno, de rapida leitura e agradável.
Relata a história de um politico, Carter, futuro senador talvez, pois está em campanha, que anda atrás de uma rapariga/mulher mas ela não lhe liga nenhuma. Eliza tem um passado a esconder, e faz-o muito bem pois a sua vida depende disso mas consegue agora ter um emprego e amigas e amigos. Tudo parecia correr bem até aparecer na televisão.
Tudo corria bem para Eliza excepto aquando da briga no bar com ele e a amiga, foi parar à televisão e depois para remediar, de alguma forma, a má publicidade a Carter outra vez na televisão que fez com que a policia aparece-se no local para avisá-la do perigo que corria em mostrar-se e piorar as coisas.
Sinopse:
Carter Billings: Com o seu cabelo louro e a aparência de estrela de Hollywood, Carter pode ter todas as mulheres que quiser. Mas quando se candidata a governador da Califórnia, sabe que terá de assentar e tornar-se um homem de família. A sua escolha recai sobre Eliza Havens, que gere uma agência matrimonial. Eliza Havens: Eliza sente-se feliz por a melhor amiga ter um marido rico e adorável. O que a deixa doida é o melhor amigo dele: o sensual e ousado Carter Billings. Nunca nenhum homem a arreliou tanto…nem lhe fez bater o coração assim tão depressa. É a juntar casais que ela ganha a vida, mas há segredos antigos que a têm impedido de ela própria se casar… até agora.  
Boas leituras