quinta-feira, 13 de Novembro de 2014

TPC da semana - os Coitados

Hoje dediquei-me a outro projecto, segue fotos dos dois Coitados que fiz e que terminei nesta quinta-feira de chuva.  Não ficam tão giros com tantas cores diferentes.
 Ai as pontas, fica muito bonito as várias cores mas rematar argggggggggg
Cá fica também foto do que anda nas mãos.

domingo, 9 de Novembro de 2014

quinta-feira, 6 de Novembro de 2014

O Quarto de Jack

No  inicio achamos engraçado aquilo que lemos, rimos até, mas existe algo que não está bem, não conseguimos apontar exactamente o quê. Substantivos com maiúsculas no meio de uma frase, dá que pensar. Mas está lá. Inocente e cândido. Tudo na vida de Jack é feito de brincadeiras: trautear, trampolim, a cama que range, o rei manda...
 Protegido, não consegue perceber as diferenças entre o Espaço Lá Fora e o Quarto. Admito não ter filhos mas acho que certas partes do livro são difíceis de engolir, pelo seu lado emocional, para mim que não os tenho quanto mais para aqueles que têm, provavelmente não acabarão o livro.
 Livro não pequeno (386) mas de leitura rápida, excepto quando nos emocionamos. Acho-o muito imaginativo e dou os parabéns à autora pela perspicácia, imaginação e sabedoria em escrevê-lo.

Sinopse:
Original, poderoso e soberbo, Jack é inesquecível: a coragem e o imenso amor numa história perturbante contada pela voz da inocência.
Para Jack, de cinco anos, o quarto é o mundo todo. É onde ele e a Mamã comem, dormem, brincam e aprendem. Embora Jack não saiba, o sítio onde ele se sente completamente seguro e protegido, aquele quarto é também a prisão onde a mãe tem sido mantida contra a sua vontade. Contada na divertida e comovente voz de Jack, esta é uma história de um amor imenso que sobrevive a circunstâncias aterradoras, e da ligação umbilical que une mãe e filho.
O quarto é um lugar que nunca vai esquecer; o mundo é um sítio que nunca mais olhará da mesma maneira.
Boas leituras

domingo, 2 de Novembro de 2014

Granny Square Blanket

Sabem quando olham para uma peça e era isso mesmo que andavam à procura, ficará a matar naquilo que querem fazer. ♥(◕‿◕✿) Pois comigo aconteceu ao olhar para o folheto do Aldi e ver os conjuntos de lãs que teriam para venda neste fim de semana. Fui ver e trouxe vários pacotes desses conjuntos, mais concretamente 4, em variadas cores lisas e algumas com mistura. Neste trabalho somente utilizarei as cores lisas, nomeadamente: laranja, vermelho/azul, bege/castanho e amarelo.

Lã para Peúgas

 Cada pack inclui 200 g de lã (4 x 50 g), 1 jogo de agulhas e instruções em português; várias cores


Cada novelo tem 75% de lã e espero bem quentinho. Coordenar as cores, de forma a obter uma boa combinação, que seja alegre e não misture "tudo ao molho e fé em Deus", por isso coloquei cor clara com cor escura e assim sucessivamente. Deixo fotos das combinações de cores e a última foi a que gostei mais.

Fica aqui ainda um video com o passo-a-passo.
Espero ter em breve algo mais para mostrar.

quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

O Artista da Morte, de Daniel Silva

 Não é o primeiro livro deste autor que leio, alguns me foram emprestados, outros comprados. Mas sinto sempre que falta qualquer coisa mas nunca consigo apontar o quê.
Relata conflitos com Israel, ou a guerra palestino-árabe, e é um livro de espionagem. 
 Admito gostar da personagem Gabriel Allon mas fico por aqui... Gostei da personagem feminina Jacqueline e as suas "camadas de cebola" femininas. Modelo, irreverente, sonhadora, apaixonada, atleta, realista. Passagem por várias cidades, incluindo Lisboa para o vilão Tariq. 
 Quando está acabar é que se tornou interessante para mim, na parte em que Jacqueline persegue Tariq e consegue matá-lo. Contrasta, com ironia, com Allon, visto que  o persegue quase a vida toda e quando está próximo de o apanhar fica incapacitado. Provará que o vilão é melhor que o bonzão? Não sei.
Sinopse:
Gabriel Allon foi em tempos um importante agente dos serviços secretos israelitas, mas agora só pensa em fugir do seu passado para viver uma vida tranquila como restaurador de arte. No entanto, o seu antigo mentor fá-lo regressar ao ativo para neutralizar Tariq, o terrorista palestiniano responsável pelo atentado que destruiu a família de Gabriel anos antes em Viena. Mas Gabriel não está sozinho: a sua parceira na missão é Jacqueline Delacroix, uma agente israelita oculta sob a sua própria máscara de modelo e com quem já trabalhara anos antes. É então forçado a lidar com os seus fantasmas e, sobretudo, com a culpa que o atormenta desde que quebrou todas as regras e se envolveu com Jacqueline no decorrer de uma missão. Aquilo que começa como uma caça ao homem torna-se um duelo que atravessa o globo e é alimentado pela intriga política e por intensas paixões pessoais. Num mundo onde o sigilo e a duplicidade são absolutas, a vingança é um luxo sem preço e a maior das obras de arte.
Boas leituras

segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Manta granny, rectangular

Olá meninas, como estão?
Finalmente tenho PC novo upiiiiiiiiiiiiiiiiii e pretendo em breve actualizar esta casa. De momento iniciei um trabalho, que andava à procura faz tempo, queria algo diferente do visto por aqui e acolá para uma manta.
É claro que este preciosidade foi encontrada no Pinterest, e como ando numa de granny squares achei interessante e fora do comum, fazê-los de outra forma, com formato rectangular.


Ainda no principio mas irá crescer.