segunda-feira, 27 de julho de 2015

Mousse de chocolate

Esta receita está na página 72 do Livro da coleção Manual de sobrevivência para Homens na Cozinha - Receitas para Microondas, mas sem os frutos secos, estava com preguiça de ir picá-los e saiu mais uma mousse.

Ingredientes utilizados:
200 gr de chocolate culinária
1 colher de sopa de manteiga
5 ovos
5 pacotes de acucar (7/8grs)


Bem espessa e deliciosa.

domingo, 26 de julho de 2015

Night train to Lisbon, de Pascal Mercier

 Não é que o livro seja lento, sendo uma tomada de consciência, mas foi lido com tempo para pensar e remoer certos pensamentos do suposto Amadeu Inácio de Almeida Prado, escritor/médico português. Gostei.
 Relata "o subito olhar a vida" de um professor de latim, Gregorius, considerado como monotono, estudioso e alheado. Torna-se mesmo obcecado com as palavras que lê de Amadeu Prado ao comprar um livro seu, Ourives das Palvras. Tanto mas tanto que vem para Lisboa e tenta construir a sua vida falando com os seus familiares, amigos e conhecidos. Estes por si só demonstram o respeito e a amizade que lhe tinham mas também alguns dos seus escritos profundos, não publicados.
 Não existiu na realidade o livro Ourives das Palavras, deste autor, com muita pena minha pois adoraria ler o livro na sua completude. Nele discursa sobre a solidão, a mortalidade, a vida, a morte, a amizade, o amor e a lealdade. De salientar ainda a forma como a ditadura portuguesa é caracterizada com os seus medos e horrrores, utilizando a vida de Amadeu, consequente participação na Resistência, e a sua ligação para com as  palavras. Feito de uma forma digna, por alguém não-português e que não passou por ela.

Sinopse:
One day mild-mannered, middle-aged teacher Raimund Gregorious suddenly quits his ordinary life and, for no reason apparent to his colleagues or his students, sets off on a journey across Europe. haunted by a mysterious old book that seems, somehow, to speak to him personally, he embarks in search of clues to the life of its enigmatic Portuguese author, Amadeu de Prado. Gradually he uncovers the life of an extraordinary man: a child prodigy, a doctor, a philosopher and a rebel. And as Gregorious learns about Prado, he also begins a process of self-discover, looking back at his own life and the choices he has made, wondering about the man he might have been. Hurtling through the dark, Night Train to Lisbon is a profound tale, wonderfully told, propelled by the mystery at its heart. 
Boas leituras

quarta-feira, 22 de julho de 2015

Frases indiscutivelmente verdadeiras

Internal expanse.

":they delude me into believing that I, a doctor that people come to with their pains and cares, possess fabulous self-confidence and fearlessness. And this anxious trust in the look of those who seek help forces me to believe in it as long as they stand before me. But as soon as they're gone, I'd like to shout: I'm still that scared boy on the school steps, it's absolutely irrelevant, really a lie, that I sit in the white coat behind the mighty desk and give advice, don't be deceived by what, in ridiculous superficiality, we call the present.

   And not only in time are we expanded. In space, too, stretch out far over what is visible. We leave something of ourselves behind when we leave a place; we stay there, even though we go away. And there are things in us that we can find again only by going back there."

in Mercier, Pascal. (2009) Night Train to Lisbom. Atlantic Books. London. Pág. 243

terça-feira, 21 de julho de 2015

Frases indiscutivelmente verdadeiras

The disconcerting shadows of death

"Wasn't it obvious, simple and clear what their horror would consist of if, at this moment, they receive tidings of their impending death? I held the haggard face in the morning sun and thought: they simply want more of the stuff of their life, no matter how light or heavy, sparse or lush this life may be. They don't want it to end, even if they can no longer miss the absent life after the end - and know that."

in Mercier, Pascal. (2009) Night Train to Lisbom. Atlantic Books. London. Pág. 207

sábado, 18 de julho de 2015

Defender

Visão futurista, seres de outro planeta atacam o nosso e viram-se contra os seres humanos, matando os homens e as mulheres desaparecem. No meio desta guerra alguns têm opiniões diferentes para o que se está a fazer e o que causa os desastres naturais, tanto nos seres estraterrestres como nos terrenos.
Encontramos no principio, Taz e a sua infância com os seus pais e as tradições no seu planeta. Os seus pais morrem muito cedo e Taz fica sozinho no mundo. É recolhido, alguns dias depois, por outro ser do seu planeta, espécie diferente, que se torna no seu "pai" mas também no seu atormentador, por vários e longos séculos. 
Ao vir a Terra Taz tem a incumbência de observar os acontecimentos e o seu povo, encontra miséria, sofrimento e confusão que os seus estão a causar no planeta. Dividido entre as suas ordens e todo o sofrimento à volta tenta salvá-las mas sem querer apaixona-se por uma mulher e a sua familia.

Sinopse:
Endless destruction defines human life in a world run amok. There are those who will pick the uncertainty of the alien sky, are the Tonans life or are they death? Macey learns first hand a Tonan warrior doesn’t apologize for who or what he is or will do. In an unforgiving new world there is one who battles his heritage. Can Taz be the defender Macey needs, or are his four hundred year old decimating roots buried too deep to refuse? Taz needs to make the decision fast. His mentor slash tormenter will come looking for him. Krish will kill Macey. Indecision rules Taz’s life until in a heartbeat he decides his fate, Macey’s fate and Earths fate. Either way—death will follow. 
Boas leituras

quinta-feira, 16 de julho de 2015

Mousse de chocolate com Mascarpone

Faz algum tempo que pensava fazer uma sobremesa mas sem saber bem qual é que faria. Ao olhar para o frigorifico surgiu a ideia ao olhar para o queijo mascarpone que lá tinha e fui cuscar o site Galbani em busca de possibilidades. Escolhi algo simples e fiz uma receita de mousse de chocolate com mascarpone.


Fica deliciosa acreditem e a receita dá para muito mais do que duas taças.

quinta-feira, 9 de julho de 2015

Almofada a caminho...- update

Pouco aqui tenho vindo mas tenho feito, aos poucos, um bocadinho de tudo que gosto. Mostro  o acréscimo na almofada.

O tempo tem sido escasso para estas bandas e seguem os projectos a cavalo no caracol.