quinta-feira, 31 de agosto de 2017

The truth about you, de Melissa Hill

Leitura rápida e fluida. Várias vidas diferentes, várias pessoas e os seus problemas numa cidade meio esquecida, que é agitada com a vinda de uma estrela de cinema, nascida lá, que procura descanso do mundo dos artistas de cinema, sem o saber. igualmente sem o saber descobre coisas sobre si que desconhecia durante esse tempo.
Sinopse:
One morning in the small town of Lakeview, Ella Harris finds a cardboard box on the doorstop of her cafe. At first she thinks it's her usual muffin delivery but is shocked to find that the box actually contains a newborn baby. But what kind of mother would abandon a defenseless baby like that, and why? Could it have been newly single Nina who, after being rejected by the father of her unborn child, has no choice but to return to Lakeview to stay with her estranged (and slightly peculiar) dad? Or was it Lakeview-born Hollywood actress Eva Seymour, who on the eve of her triumphant return home from LA, has a completely ill-advised fling with a handsome co-star. A baby is certain to ruin her hard-fought-for career. Or perhaps it's happily married Jess who, as the only non-mum amongst her friends, finds herself increasingly left out. Terrified that she will lose them altogether, she embarks on becoming a mother too. But is she really rushing into something she really knows nothing about? 
Boas leituras

terça-feira, 29 de agosto de 2017

A coisa mais bela, de Maria Daniela Raineri

 A familia reune-se após um programa televisivo e Antónia fica a saber as novidades. Com a chegada de Lucilla, a sua irmã, as coisas começam a mudar, a mudar de perspetiva para a sua irmã Antónia.
Apesar de a principio considerar a irmã meio maluca pois ela deseja ser estrela de cinema, procura a sua grande oportunidade no mundo cinematográfico, fuma charros, sai com vários homens ao mesmo tempo e passa um mau bocado na série em que trabalha no momento da sua visita à familia, apesar de mais tarde a série ser cancelada, Antónia fica a adorar a irmã. Antónia refugia-se na comida como solução para os vários problemas, que tem desde falta de socialização, fora do ambito familiar, submissividade a um empregador sacana, amigas menos egocêntricaas e falta de namorado, com alguma sorte.
Através de Lucilla conhece outras realidades e pessoas, o talvez futuro namorado não gay e egoísta, até certo nível.
 Antónia finalmente começa a crescer com a chegada, imprevista, da sua irmã. 
Sinopse:
E se de repente te entrasse pela porta uma irmã que não sabias ter? É isso mesmo que acontece a Antónia, uma trintona solteira (com um ex. namorado gay), introvertida e gorducha, incapaz de resistir ao chamamento dos doces. O aparecimento de Lucilla - linda e esguia - vem deixar a sua vida de pernas para o ar, mas entre ciúmes, abraços, mentiras e gargalhadas, Antónia vai aprender a conhecer-se melhor, a dizer não quando é preciso e, quem sabe, a apaixonar-se de novo.
Boas leituras

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

experiência de verão: cachecol

  
Iniciado com 72 malhas de cordão juntando dois pontos de crochet diferentes (15 + 21 + 15), primeiro ponto segunda imagem um ponto com uma espécie de flores saltitando de um lado para o outro, e intercalado com, segundo ponto empregue primeira imagem ponto borboleta, repetindo depois o primeiro ponto utilizado no fim. Fica fotos de como ficou a experiência e agora é só fazer mais.

ponto borboleta no meio

Até breve

O segredo da Casa de Riverton, de Kate Morton

Esta escritora consegue utilizando o mesmo esquema de escrita criar histórias bastante diferentes e igualmente interessantes. Livro médio com leitura rápida e fluida.
Grace revê um momento da sua vida, tenos a perspetiva atual no ano de 1999 e o que realmente aconteceu pelos seus olhos aquando da morte do poeta Robbie Hunter.
Sinopse:
Como sobrevivem os que presenciam a tragédia? 
Verão de 1924Na noite de um glamoroso evento social, um jovem poeta perde a vida junto ao lago de uma grande casa de campo inglesa. Depois desse trágico acontecimento, as suas únicas testemunhas, as irmãs Hannah e Emmeline Hartford, jamais se voltariam a falar. Inverno de 1999Grace Bradley, de noventa e oito anos de idade, antiga empregada da casa de Riverton, recebe a visita de uma jovem realizadora que pretende fazer um filme sobre a morte trágica do poeta. Memórias antigas e fantasmas adormecidos, há muito remetidos para o esquecimento, começam a ser reavivados. Um segredo chocante ameaça ser revelado, algo que o tempo parece ter apagado mas que Grace tem bem presente.Passado numa Inglaterra destroçada pela primeira guerra e rendida aos loucos anos 20, "O Segredo da Casa de Riverton" é um romance misterioso e uma emocionante história de amor...
Boas leituras

quinta-feira, 17 de agosto de 2017

Frases indiscutivelmente verdadeiras

''(...) - A Julieta tinha só 14 anos.
- E olha o que lhe aconteceu.
- Isso foi apenas um mal-entendido. Se ela e o Romeu se tivessem casado e se os tolos dos pais parassem de lhes criar tantas dificuldades, tenho a certeza de que viveriam felizes para sempre - suspirou. - Mal posso esperar para estar casada."


in Morton, Kate(2014).  O segredo da Casa de Riverton. Porto Editora, Porto.  Pág. 257

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Frases indiscutivelmente verdadeiras

''(...) o modo como a malha do tempo se altera e começo a sentir-me em casa no passado e uma mera visitante nesta estranha e apagada experiência a que se convencionou chamar o presente."


in Morton, Kate(2014).  O segredo da Casa de Riverton. Porto Editora, Porto.  Pág. 112

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Experiência: Trust the mess


A minha experiência não tão elaborada como a dela, pois não preparei os objetos antes de começar a contabilizar o tempo, mas gostei.

Até breve

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

A Good Yarn, de Debbie Macomber

Pessoas com problemas reais no seu dia a dia. Gostei.
Sinopse:
Lydia Hoffman owns the shop on Blossom Street. In the year since it opened, A Good Yarn has thrived and so has Lydia. A lot of that is due to Brad Goetz. But when Brad's ex-wife reappears, Lydia is suddenly afraid to trust her newfound happiness.
Three women join Lydia's newest class. Elise Beaumont, retired and bitterly divorced, learns that her onetime husband is reentering her life. Bethanne Hamlin is facing the fallout from a much more recent divorce. And Courtney Pulanski is a depressed and overweight teenager, whose grandmother's idea of helping her is to drag her to seniors'swim sessions and to the knitting class at A Good Yarn.

Boas leituras.

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

The beach bar, de Kate MacCabe

 Leitura propícia para o verão, leve e divertida, e devo dizer que lá para o meio prende mais o leitor, no inicio perde-se um pouco devido ao ritmo lento do desenrolar das personagens e suas histórias e bagagem.
 Após esta parte desejamos saber o que acontecerá com o bar e suas pessoas, algumas das ligações conseguimos adivinhar mas o fim não, qual será o futuro do bar da Emma?
Sinopse:

Pedro’s bar in Fuengirola on the Costa del Sol is a hotspot for holidaymakers enjoying sun, sea, sand and fun. For years it has been run by local woman Maria who rarely sees the Irish owner from one summer to the next. But things are about to change.
Now Maria has an assistant, Kevin Joyce from Galway. He is escaping the ‘trap’ of his family’s business in favour of working in the sun, and he’s not the only one. Maria had better get ready because more Irish are about to touch down in this seaside paradise.
Emma Dunne, a successful businesswoman from Dublin, spent her twenties running her father’s printing company with plenty of hard work but little fun. Now she has a reason to celebrate as she takes over the ownership of Pedro’s Bar, but has she been given a poisoned chalice? Mark Chambers, a successful advertising executive, has come to Spain to overcome a personal tragedy and find a reason to enjoy life again. And Claire Greene who, much to the chagrin of her mother, passed over a legal career to sell Spanish property, has some unfinished business to deal with.
Each hopes Fuengirola will give them a new lease of life, but they soon get more than they bargained for.

Boas leituras

sábado, 22 de julho de 2017

Let the sunshine in

Uma noite de amor, de Mary Balough

A Lily chega numa altura crucial da vida de Neville, numa igreja prestes a casar-se outra vez. A princípio estranha-se a sua pessoa, esposa "morta", jovem, andrajosa, iletrada, mas depois entranha-se, passa para adorável, vivida do mundo, viajada (principalemnte num tempo em que tal não estava aberto às mulheres) e conhecedora da vida.

Sinopse:
Numa manhã perfeita de Maio... Neville Wyatt, conde de Kilbourne, aguarda a sua noiva no altar. Mas, para espanto geral, em vez da bela jovem que todos conhecem aparece uma mendiga andrajosa. Perante a nata da aristocracia, o perplexo conde olha para ela e declara que é Lily, a sua mulher! Ao olhar para aquela que em tempos desposou, que amou e perdeu nos campos de batalha de Portugal, ele compromete-se a honrar o seu compromisso... apesar do abismo que agora os separa. Até que Lily fala com franqueza... E afirma querer começar de novo... e que Neville a ame verdadeiramente. Para isso, sabe que terá de estar à altura das expectativas dele, o que a leva a aceitar ser dama de companhia da sua tia e aprender as boas maneiras. A determinada Lily rapidamente conquista a admiração da alta sociedade, demonstrando ser uma condessa à altura do seu conde. Por seu lado, Neville está disposto a tudo para provar à sua formidável mulher que o que sentiu por ela no campo de batalha foi muito mais que desejo, muito mais do que o arrebatamento de... Uma noite de amor.
Boas leituras

quinta-feira, 20 de julho de 2017

Por Treze Razões, de Jay Asher

O assunto deste livro é sobre o suicídio na adolescência, aqui mais precisamente o de uma rapariga.
A história é nos contado por Clay, colega de escola, e ao mesmo tempo que vamos lendo os pensamentos dele e as suas reações ao que ele ouve (e nós lemos) temos a visão de Hanna, em itálico, quase que em diálogo. A personagem Hannah é retratada como uma pessoa com raiva do mundo, depressiva e muito sensivel a tudo que lhe é dito ou feito. Acho que a forma como é caracterizado o suicidio, a exposição que lhe é dá entre os vários causadores, leva-nos a acreditar como uma solução para os problemas de bullying que ela tem, discordo, acho que Hanna deveria ter tantado mais vezes e com mais vontade.

Sinopse:
Naquele dia quando Clay regressou da escola, encontrou à porta de casa uma estranha encomenda com o seu nome escrito, mas sem remetente. Ao abri-la descobre que, dentro de uma caixa de sapatos, alguém colocara sete cassetes áudio, com os lados numerados de um a treze. Graças a um velho leitor de cassetes Clay prepara-se para ouvi-las quando é sobressaltado pela voz de Hannah Baker de dezasseis anos, que se suicidara recentemente e por quem ele estivera apaixonado. Na gravação, Hannah explica os seus treze motivos para pôr fim à vida, que a cada um deles correspondia uma pessoa e que todas elas iriam descobrir na gravação o seu contributo pessoal para aquele trágico desfecho. 
Boas leituras

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Flor rosas

Hoje recebi uma pequena encomenda da loja online Mi Tienda de Artes e quando cheguei a casa tive de guardar o material, dia de trabalho amanhã tem que ser. Sexta-feira à noite não escapou e cá está o que saiu, utilizando dois dos elementos na imagem: autocolantes Jane Davenport com motivos geometricos e pedaços de faces femininas.


Até breve

quinta-feira, 13 de julho de 2017

A dama de espadas, de Puskine

Este pequena história fala da avareza, forretice. Aqui uma das personagens, Hermann, escuta num jogo entre amigos e conhecidos falarem do segredo da condessa Fédotovna,, que numa altura em que perdeu muito dinheiro ao jogo utilizou este truque e conseguiu ganhar, interessado em tal facto anseia por saber mais. 
Hermann tudo faz para conseguir saber o segredo no encontro mas falha pois o familiar da condessa diz não o conhecer, infeliz com o resultado procurará outros meios para o conseguir. Andará atrás da protegida da condessa, Lisavete, igualmente a sua dama de companhia, além de tratar dela, para poder entrar na casa da condessa e confrontá-la, fazendo-a entregar o seu segredo no jogo. Lisabete, pensa-o enamorado de si e vaidosa começa a inclinar-se para ele, ajudando-o sem saber para qual fim.
Mas no fim, a avareza não compensa, consegue o seu objetivo e armado com o segredo vai para a mesa de jogo tentar a sua sorte e a condessa dá-lhe uma senhora ajuda.
Sinopse:
A velha condessa Ana Fédotovna, na sua juventude apelidade de Vénus Moscovita, esconde um segredo… um segredo que pode tornar qualquer homem milionário ou destruir-lhe a vida. Numa noite longa, durante um jogo de cartas, Tomski, o neto da condessa, confidencia aos amigos parte do segredo da avó. Mas, entre eles está o ambicioso Hermann, rapaz sem escrúpulos que vai tentar descobrir o segredo para se tornar no homem mais rico do mundo. Pelo meio, não hesitará em levar quase à loucura Lisavete Ivanovna, a singela dama de companhia da condessa.
Boas leituras

quarta-feira, 12 de julho de 2017

Frases indiscutivelmente verdadeiras

''- O jogo interessa-me muito - disse Herman-, mas não posso arriscar o necessário para obter o supérfluo."


in Puskine(2007).  A dama de espadas. Publicações Europa-América, Mem Martins.  Pág. 8-9

terça-feira, 11 de julho de 2017

Casamento em veneza, de Elizabeth Adler

 Gostei das cidades e das descrições de onde ocorre a história: Paris, Xangai e Veneza. Com elas veem as duas primas, Precious e Lily, uma em Paris e a outra em Xangai. Não se conhecem, apesar de serem da mesma família, mas devido a desavenças familiares cada qual foi para seu lado e sabem somente da existência uma da outra e parte da história conjunta da familia.
 Precious, personagem incrivelmente ingénua para a idade que tem, vendedora de antiguidades, solteira e vive em Paris, é enganada por Bennett e deixada no altar, quando ele descobre que não é uma herdeira rica que ele pensava. Lily, sobrevivente da vida e do negócio das antiguidades e para turistas, patroa de Mary-Lou, que é enganada mais tarde pela sua empregada.
 O segredo que as manteve separadas é o que as iriá juntar mais tarde, o misterioso colar da impreatriz chinesa, peça de incalculável valor cultural e histórico. E aí apercebemo-nos do que todos andam a procura, para roubar e mais tarde vender em seu próprio benefício. 
Sinopse:
Uma súplica leva-a a Veneza e muda a sua vida…
Mas um homem pode acabar definitivamente com ela…

Apesar de viver na cidade mais romântica do mundo, Precious Rafferty nunca se apaixonou perdidamente. Até que conhece Bennett James. Estará na altura de se deixar, finalmente, arrebatar pelo romantismo e ter o casamento dos seus sonhos em Veneza?
Do outro lado do mundo, em Xangai, Lily Song, prima de Precious, guarda um valioso e perigoso segredo de família. Quando Lily suplica a Preshy que se encontrem em Veneza e a alerta para os perigos que corre, a vida de ambas vai mudar para sempre.
Entretanto, em Paris, Precious conhece o escritor Sam Knight, um homem cativante, mas desencantado com a vida. Precious sente Sam cada vez mais próximo de si e receia que ele esteja também enredado nesta emaranhada teia de perigo e desejo. Será que Sam também não é quem aparenta ser? Esconderá algum segredo terrível? Em Veneza, Precious terá de serpentear através de um labirinto de traição e sedução para descobrir a quem poderá confiar, de uma vez por todas, o seu coração... e a sua vida.
Empolgante, exuberantemente descritivo e inteligente, Casamento em Veneza é um jogo do gato e do rato com muitas reviravoltas e romances arrebatadores. A mestria narrativa de Elizabeth Adler no seu melhor.
  
Boas Leitras

quarta-feira, 5 de julho de 2017

The uncommon reader, de Alan Bennett

 A premissa deste pequeno livro não é nada subtil, a leitura como foco da história e por aqui várias leituras a par e passo podem originar-se de um mesmo. 
 Se por um lado temos uma pessoa singular que lê, a rainha de Inglaterra, e por outro a própria leitura. Quem lê vive alienado da vida, de certa forma, na história a rainha desconhece a vida do cidadão comum e ao ler torna-se menos alienada da nossa realidade, comuns mortais, e mais afastada da dela, além de tornar-se um elo comum entre ambas as realidades.
Sinopse:
From the author of The History Boys and The Clothes They Stood Up In, a deliciously funny novella that celebrates the pleasure of reading.
When the Queen in pursuit of her wandering corgis stumbles upon a mobile library  she feels duty bound to borrow a book. Aided by Norman, a young man from the palace kitchen who frequents the library, Bennett describes the Queen's transformation as she discovers the liberating pleasures of the written word.
With the poignant and mischievous wit of The History Boys, England's best loved author revels in the power of literature to change even the most uncommon reader's life.
Boas leituras

sábado, 1 de julho de 2017

Rest & have fun at the park

 
Passa por vários momentos de indecisão, se gosto ou não, abaixo o momento final, em que decido que está feito.

quinta-feira, 29 de junho de 2017

Frases indiscutivelmente verdadeiras

"Few people, after all, had seen more of the wordl than she had. There was scarcely a country she had not visited, a notability she had not met. Herself part of the panoply of the world, why now was she intrigued by books which, whatever else they might be, were just a reflection of the world or a version of it? Books? She had seen the real thing.

''I read, I think, '' she said to Norman, ''because one has a duty to find out what people are like,'' a trite enough remark of which Norman took not much notice, feeling himself under no such obligation and reading purely for pleasure, not enlightment, though part of the pleasure was the enlightment, he could see that. But duty did not come into it."


in Bennett, Alan(2017) 2004 1st ed.  The Uncommon Reader. Reclams Universal-Bibliothek, Stuttgart.  Pág. 39

FIA 2017

Olá
Fui passear um pouco pela feira de artesanato, muitos artesãos e suas regiões no primeiro pavilhão, acho que ultimamente cada vez existem menos lojas de artes por aqui, algo que proliferava alguns anos atrás mas tem diminuído drasticamente aquando da crise, e quando se procura novidades este ano continuamos com o universo da costura.
 
 

As minhas compras foram limitadas, devido principalmente ao tempo que hoje tinha pois tinha de estar as 20h noutro local aqui perto. Procurava essencialmente stencils mas de pequena dimensão para futuros trabalhos, encontrei alguns e encontrei também papeis e uma andorinha. Talvez volte mais tarde à feira ela só acaba a 2 de julho.

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Desaparecida, de Elizabeth Adler

Acabei de ler e admito que neste livro além de ter demorado muito a terminar não achei a sua leitura empolgante,  ou ainda, ter conseguido criar alguma empatia com as personagens.
 Angie é a ruiva desta história, e excepto um capitulo no principio do livro que nós leitores temos um pouco dela, com os seus pensamentos, o que fazia da sua vida e tipo de personalidade, pouco a iremos ler ao longo do livro, alguns vislumbres do que pensa, em que é ajudada pela sua "falecida mãe" a manter a coragem, e depois.... nada. Li algumas linhas relatando uma vingança mas onde está essa vingança, Angie venceu simplesmente esperando e aguentando as situações, e de uma forma passiva.
Grande foco dado ao vilão da história, Ahmed, nome estrangeiro, deliberado ou não, parto logo do principio que não se enquadra não bate com os outros, retratado como tendo uma infância dificil, violenta e solitária torna-o num adulto reprimido, calculista e fantasioso, tudo faz para subir na vida e quando aí chega, pára no tempo e mantêm-se eternamente uma  criança com o pensamento imaturo (tens que fazer o que eu quero), dedicando-se a jogos deliberados, meio macabros e letais (principalmente se for do sexo feminino). Temos igualmente uma vilã menor, Mehitabel, a personificação de Medusa que deseja agradar a Ahmed, dando o que ele procura para ser feliz, e mais tarde roubar-lhe tudo o que tem mesmo que o tenha de matar.
As outras personagens no jogo são Marco, Martha e sua irmã Lucy, uma familia em forma de triângulo. Marco, pintor de retratos, na altura em férias na Turquia, vê Angie a cair do iate negro, Lady Mariana, e procura incessante por ela, por pistas do que aconteceu, Martha, namorada de Marco, decoradora de interiores e de festas, assumiu as responsabilidades familiares aquando da morte dos pais, e de Lucy, irmã mais nova, menor de idade, que ainda não sabe bem o que quer fazer da sua vida mas vai vivendo-a. O que têm em comum com o vilão? Pouco ou mal conseguido, infelizmente. 
Não gostei, não recomendo. 
Sinopse:
Tudo começou numa festa. Terminou com um crime, uma mulher desaparecida... e uma promessa de vingança!
Ao entardecer, na belíssima paisagem do Mar Egeu, uma mulher de cabelos ruivos cai da amurada de um iate de luxo. Em terra, o pintor Marco Polo Mahoney vê a queda, percebe que a jovem está ferida e assiste, perplexo, à embarcação a afastar-se deliberadamente. Marco tenta imediatamente salvá-la mas não a consegue encontrar. É como se a bela ruiva nunca tivesse existido. Mas ele tem a certeza do que viu. E está disposto a tudo para resolver o mistério.
Angie Morse acabou de ser atingida na cabeça com uma garrafa de champanhe. Caiu no mar, ferida, e os seus companheiros parecem estar a abandoná-la. O iate onde ela seguia está a afastar-se, levando consigo os supostos amigos e o namorado. E, embora cada um deles tivesse algo contra si, Angie estava longe de imaginar que quisessem vê-la morta. Agora, enquanto as ondas a tentam submergir, invade-a um sentimento apenas: raiva.
É a raiva que lhe vai dar forças para sobreviver... e também para se vingar...
  
Boas leituras

sábado, 17 de junho de 2017

Circulos e Aguarela com sal

As férias serviram para descansar, ler, fazer umas limpezas muito esperadas, e terminá-las, e pintar um bocadinho com as novas aguarelas de Kuretake. Aproveitei um talão de desconto de 7€ e armada com ele fui a Ponto De Artes, uma pessoa perde-se um pouco lá, estava em dúvida com outras peças mas vieram comigo dois produtos desta marca Kuretake: um conjunto de 12 aguarelas Gansai Tambi  e um outro de 6 cores Pearl. As cores são muito bonitas e tem imenso pigmento não precisando de mexer muito as tintas para o soltar. 
 

Experimentei com o novo vídeo da autora Martha, canal MaremiSmallArt, utilizando um ingrediente das nossas cozinhas. tenho dois formatos de sal, o grosso e o mais fininho para as saladas, ambos foram aqui usados. Fotos após secagem ...
Tentei outra vez os círculos, para testar as cores e o seu pigmento destas aguarelas, foi algo que gostei bastante da outra vez que fiz . Deixo fotos após secagem...
Não está terminado ainda, não apaguei os riscos a lápis, as minhas guia para fazer os círculos, e irei trocá-las por canetas Posca.

domingo, 11 de junho de 2017

Wish list, de John Locke

O ponto de partida para a história é a existência de um site que transforma 5 desejos "impossíveis" em realidade. A personagem principal, Buddy Pancake, em conversa com os amigos descobre sobre o site e começam logo a fantasiar sobre os seus desejos até se tornar um pouco bizarro. Após tal conversa Buddy verifica, se o site existe mesmo, e faz os seus desejos considerando que somente um deles seria impossível e mal não poderá fazer, é só um site. 
A partir daqui torna-se um pouco macabro com a realização dos desejos que as pessoas pediram, incluindo o nosso amigo Buddy, mas mais tarde com o tipo de pagamento exigido  que inclui desde pequenas coisas como ver um amigo a lutar, ou matar alguém.
Um pouco fantasioso e no reino do E se... mas mostra como algo tão simples com um site pode ter algo tão obscuro por trás e as consequências que daí nascem.
Sinopse:
Be careful what you wish for!When Buddy Pancake and his drinking buddies stumble across the Wish List website, they jokingly post their “impossible” wishes. Imagine their surprise when, one by one, the wishes start coming true! But Buddy and his pals neglected to read the fine print explaining the price they must pay for the wishes they’ve been granted.Wish list is a compelling, nail-biting, laugh-out-loud thriller in the tradition of Saving Rachel.
Boas leituras

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Our journey is made of pieces

 Não contente com o 1º resultado tentei colocar ênfase nas palavras pois notava-se pouco no meio de tantos e tão diferentes pedaços de papeis coloridos.
Após utilização da caneta Posca com a cor prata nas letras PIECES, veio a violeta em todo o texto, que mesmo assim não me convenceu, continuava a notar-se pouco e temos de  procurar as palavras no meio da "multidão". Virei-me para o branco.

domingo, 4 de junho de 2017

Our journey...

Olá,
espero que tenham tido (e ainda tenham) um bom fim de semana. Este domingo foi muito produtivo, vários trabalhos com técnicas variadas (e inspiração qb), a terceira página está ainda em progresso. Espero mostrar finalizada em breve.
Até breve

Discover the world


Poppy Love

sábado, 27 de maio de 2017

Workshop de Oléo - Ponto das Artes - Cacém

 
 
Admito que havia mas trabalhos que poderia mostrar pois utilizamos vários tipos de médios de 3 marcas, com diferentes espessuras e para diferentes efeitos, mas gostei mais deste. E verdade seja dita as outras experiências foram isso mesmo experiências.

quinta-feira, 25 de maio de 2017

A educação de Felicity (The School for Manners, #1)

Livro pequeno, agradável e risonho.
Comédia romântica de época que me cativa, achei uma boa aposta pois já li um livro, o quinto volume desta coleção, mas infelizmente a aposta da Asa foi curta e somente estão impressos em português este e o segundo bahhhh.
Este é o primeiro volume que nos conta, muito resumidamente que as Irmãs Tribble estão necessitadas, a beira da pobreza, e passam a colocar um anúncio no jornal oferecendo os seus serviços aos pais mais desesperados com o procedimento de suas filhas, nasce a Academia de Etiqueta. A primeiríssima aluna chama-se Felicity e é maria-rapaz, sonhos do pai de ter tido um filho, transmitiu tal vontade para a filha, para desespero da mãe.
O alvo deste romance não é o futuro casal em si, Felicity e Ravenwood e um amor pouco convincente, bem como as atribulações por que passam mas sim as irmãs Amy e Effy que serão as professoras de etiqueta da aluna. Meio díspares, contrarias, casmurras e procurando pelo seu eterno casamento/amor "resolvem", e aqui coloco tal palavra de forma muito liberal, as várias contrariedades da menina e problemas que surjam com o maior à-vontade, humor e exagero transformando qualquer situação banal e desesperada em algo bizarro e extravagante, e risota total.
Sinopse:
 Numa época em que as mulheres da nobreza só dispõem de duas opções - casar ou esperar que um parente rico morra - as irmãs Tribble não têm sorte nenhuma. Não só ainda não encontraram o amor como, após anos de bajulação a uma intratável tia velha, veem o seu nome apagado do testamento aquando da sua morte.As românticas Amy e Effie Tribble sonhavam com ricos jantares de carne assada e batalhões de criados aduladores mas agora estão oficialmente na penúria. Ironicamente, é neste cenário desolador que lhes ocorre uma ideia brilhante: colocar a sua educação esmerada ao serviço das jovens mais "difíceis", apresentá-las à sociedade e arranjar-lhes casamento.Não contavam que a sua primeira cliente fosse Lady Felicity Vane, cuja rebeldia ameaça enlouquecer a sua própria mãe e arruinar o projeto sentimental de Amy e Effie. A jovem prefere caçar com os amigos a pensar em casar. Mal ela sabe que o seu suposto pretendente é o homem que mais a irrita (e que mais irritado se sente por ela). Felicity nunca admitirá que o seu coração treme ao ver Charles Ravenswood, principalmente porque o elegante marquês parece não ter paciência nenhuma para as suas extravagâncias. O clima entre ambos é tão tenso que, se soubessem o que as irmãs planeiam, o resultado seria, no mínimo, desastroso…
Boas leituras