terça-feira, 19 de dezembro de 2017

Baktus: Harbour

Olá, hoje fui a Retrosaria na hora do almoço, tinha montes de caixas no espaço, malabrigo, la bien aimée e outras tantos novelos, eram a primeira coisa que olhavamos quando entravamos. Procurava por um novelo para um esquema que comprei e fui ver o que tinham para ter ideias sobre o poderia escolher. Não tinha uma ideia fixa do que esperava encontrar para o tal esquema e se calhar por isso que não trouxe nada.
Ao cuscar os vários fios existentes apaixonei pelo fio A Retrosaria apresenta Coats, material de origem portuguesa, com tantas cores, e é uma mistura de lã e algodão, daí eu ter gostado tanto deles. Tenho vários cachecois e golas de lã mas passado um bocado estou a transpirar com este tempo e após a mudança de local profissional a minha sala apanha o sol diário e torna-se bastante quente. Pensei em fazer mais um baktus com este fio de forma a não ser tão quente. Vamos ver o que sai.





Inicie um novo trabalho com a cor 745, Harbour, pouco depois de sair do trabalho e chegar a casa e pouco tenho para vos mostrar, No próximo post mostrarei fotos da belissima cor azul que escolhi.


Até breve

sábado, 16 de dezembro de 2017

A noiva do Marquês

Clio está farta, é uma mulher independente mas sem fundos e com muitas ideias. Primeiro só quer livrar-se do noivo, oito anos a espera dele, para a sua vida começar e ter uma quinta independente e sua. Depois só quer a quinta, independente e sua, e o irmão do seu noivo como marido. É simples.
Sinopse:
Ela tinha tudo o que uma donzela da sua posição podia querer: era linda e estava noiva do solteiro mais cobiçado da cidade. Um longo e desesperante noivado, porém, levou-a a querer romper o compromisso e a tomar as rédeas da sua vida.Clio Whitmore está noiva do Marquês de Granville há oito anos, mas ele está sempre ausente no estrangeiro, levando-a ao desespero por não se sentir desejada. Quando Clio herda um castelo que lhe proporciona independência financeira, decide romper o noivado e iniciar uma nova vida. Para tal, ela terá de convencer Rafe, irmão e procurador do Marquês, a aceitar o fim do noivado. Mas Rafe tem planos para a fazer mudar de ideias, organizando-lhe um casamento de sonho...Ele começa com flores. Um casamento nunca tem flores suficientes... Ele diz-lhe que ela dará uma belíssima noiva… e tenta não imaginá-la como sua.Como conseguirá Rafe convencer Clio a casar-se sem se deixar vencer pelos sentimentos que crescem dentro dele, e que são a cada dia mais fortes?Ele não irá apaixonar-se pela única mulher que nunca poderá beijar nem dizer ser sua. Ou irá?
Boas leituras

terça-feira, 12 de dezembro de 2017

A prometida do capitão, de Tessa Dare

Maddie conta uma mentira para fugir da sua apresentação à sociedade, devido ao seu receio e incapacidade em lidar com muita gente junta num local. A mentira começou nos seus primeiros anos da adolescência e cresceu com cartas enviadas a um homem, que todos crêem ser o seu apaixonado, inventado por ela. Os anos vão passando e Maddie sente-se mais confortável com a sua vida, herdou propriedade, vive com a sua tia na Escócia, o Capitão norreu, e tenta arranjar trabalho como ilustradora, uma mulher a frente do seu tempo.
 Cresceu de tal maneira esta mentira que passados uns anos,  o Capitão volta para ela, quando todos pensavam que tinha morrido nas lutas com Napoleão, e Maddie fica  muito espantada ... e horrorizada.
Logan volta da guerra e volta com os seus companheiros para a terra que os viu crescer e sair para lutar mas as coisas mudaram de tal maneira que já nada têm para quê voltar: as terras foram transferidas para os ingleses, a maioria da familia dos seus homens morreu com a chegada do tifo e os poucos que restam arrastam-se pelos cantos. De forma a encontrar um sitio melhor para os seus homens Logan procura a sua "noiva" e diz que voltou.

Sinopse:
Maddie é bonita e talentosa, pelo que todos esperam que ela se case em breve. Mas Maddie é muito tímida em relação aos homens, além de ter um medo terrível de espaços públicos e multidões.Para se livrar de ter de ir a festas e ser cortejada, ela inventa um noivo imaginário: um capitão escocês de nome MacKenzie, muito apaixonado e dedicado, a quem escreve cartas onde revela os seus mais íntimos desejos e anseios. Aproveitando as prolongadas ausências do capitão, que vive convenientemente longe por causa da guerra, Maddie vai conseguindo escapar à pressão de se apresentar à sociedade.Anos depois, porém, o inimaginável acontece: o capitão, produto da sua imaginação, aparece-lhe em carne e osso. Este capitão Logan MacKenzie é um soldado atraente, mas rude e selvagem. E o pior de tudo é que tem na sua posse as cartas de Maddie, aquelas que ela escreveu ao seu noivo fictício, e que contêm segredos inconfessáveis.Agora, o capitão pretende fazê-la cumprir todas as promessas que ela lhe fez e que nunca esperou ter de concretizar… 
Boas leituras

sábado, 9 de dezembro de 2017

Uma duquesa (im)perfeita, de Tessa Dare

Livro agradável, de média grossura e lê-se rápido. 
Pauline não tem uma vida fácil, tem dois trabalhos: dentro da propriedade do pai e num bar. O pai não a reconhece como um ser humano, esperava um filho e teve uma filha, têm uma irmã com deficiência, considerada por outros como um estorvo mas para Pauline a irmã é uma benção. Reconhece a sua vida como árdua e com muito trabalho mas mesmo assim esperava mais dela.
Griff está em sofrimento com a perda que sofreu, ninguém sabe nem os seus amigos nem mesmo a pessoa mais chegada da familia, a sua mãe. Perdeu a filha ilegítima poucos dias após o seu nascimento e ficou um homem mudado do libertino rico e playboy do ton para uma sombra, recluso. Sua mãe tenta vários ardis para ele escolher uma noiva, será desta vez que ela consegue?
Sinopse
Spindle Cove é uma pequena vila de jovens solteiras. O sítio perfeito para encontrar uma noiva. Griffin York, o Duque de Halford, não tem qualquer intenção de se casar, mas a sua diabólica mãe obriga-o a escolher uma noiva entre as jovens de Spindle Cove. Griff decide dar uma lição à mãe que acabará de vez com a sua obstinação: a jovem que escolhe para casar é uma criada.Pauline Simms é uma mera criada, mas tem sonhos mais altos, que não envolvem casar. É, por isso, a escolha perfeita para o duque de Halford. Sobrecarregada de trabalho e vivendo com dificuldades, Pauline sonha deixar de ser criada e abrir uma biblioteca, o que parece poder tornar-se realidade quando Griff lhe propõe uma pequena fortuna por uma simples missão. Terá de submeter-se ao «treino para duquesa» da mãe e… falhar redondamente. Conseguirão eles manter-se fiéis às suas convicções? Griff nunca pensou que Pauline, uma mulher tão imperfeita à primeira vista, fosse, afinal, tão corajosa e encantadora. Já Pauline está determinada a ser um completo fracasso perante a sociedade londrina, mas é-lhe difícil ceder aos encantos do duque.Serão eles capazes de resistir às reviravoltas do destino?
Boas leituras

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Quicksilver Shawlette

Olá
Com o frio que chegou, finalmente é Inverno, dá vontade de ter trabalhos nas mãos com lã por isso toca de começar. Escolhi o mais recente de Tamara Kelly, aka Moogly, chamado Quicksilver Shawlette. Coloquei o esquema na foto abaixo, que eu acho mais fácil de seguir e depois memorizar, e acompanhando com o video, que deixei no link acima, e tirando as minhas dúvidas no esquema.


Deixo fotos do meu inicio após muito desmancha e reinicia lá atinei como o esquema, um novelo na cor cinza, da Rosários Nanny, que por acaso é 100% acrilico e não lã mas tentei com um fio mais fino e não gostei do resultado, está a ser usado como primeira cor, ainda não sei o que colocar como segunda verei quando lá chegar, e trabalhando com a agulha n.º 4.

Até breve

quinta-feira, 30 de novembro de 2017

Mercado de Natal

Olá
Hoje fui dar um passeio após o trabalho e fui ver o Mercado de Natal, no Campo Pequeno. Encontro sempre coisas interessantes e apetitosas aqui. As comprinhas das muitas coisas giras que vi

#9368g




Até breve e visitem. Têm até domingo.

terça-feira, 28 de novembro de 2017

No Meu Peito Não Cabem Pássaros

Várias personagens aos longo destes capitulos, para mim sobressaiu Fernando com as suas ligações ao poeta Fernando Pessoa e o seu imaginário e uma saúde sensível. Existem mais dois mas estes passam-me um pouco ao lado.

Sinopse:
Que linhas unem um imigrante que lava vidros num dos primeiros arranha-céus de nova iorque a um rapaz misantropo que chega a lisboa num navio e a uma criança que inventa coisas que depois acontecem? Muitas. Entre elas, as linhas que atravessam os livros. Em 1910, a passagem de dois cometas pela Terra semeou uma onda de pânico. Em todo o mundo, pessoas enlouqueceram, suicidaram-se, crucificaram-se, ou simplesmente aguardaram, caladas e vencidas, aquilo que acreditavam ser o fim do mundo.Nos dias em que o céu pegou fogo, estavam vivos os protagonistas deste romance - três homens demasiado sensíveis e inteligentes para poderem viver uma vida normal, com mais dentro de si do que podiam carregarApesar de separados por milhares de quilómetros, as suas vidas revelam curiosas afinidades e estão marcadas, de forma decisiva, pelo ambiente em que cresceram e pelos lugares, nem sempre reais, onde se fizeram homens. Mas, enquanto os seus contemporâneos se deixaram atravessar pela visão trágica dos cometas, estes foram tocados pelo génio e condenados, por isso, a transformar o mundo. Cem anos depois, ainda não esquecemos nenhum deles.Escrito numa linguagem bela e poderosa, que é a melhor homenagem que se pode fazer à literatura, No Meu Peito não Cabem Pássaros é um romance de estreia invulgar e fulgurante sobre as circunstâncias, quase sempre dramáticas, que influenciam o nascimento de um autor e a construção das suas personagens. 
Boas leituras

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

Frases indiscutivelmente verdadeiras

"À noite, quando os cantos se apagam e as ruas ficam desertas, Fernando sente-se dono de tudo o que fica vazio: as ruas, o solêncio, os corpos apagados de quem dorme. À noite, os homens que Fernando não conhece abrem-se em confissões e risos, próximos todos como não sabem estar durante o dia. A poesia é algo assim para Fernando, um modo de estar com toda a gente, de ser toda a gente."


in Camarneiro, Nuno(2011).  No meu peito não cabem pássaros. Publicações Dom Quixote, Alfragideo.  Pág. 91

domingo, 26 de novembro de 2017

Frases indiscutivelmente verdadeiras

"Fernando passou o resto do dia a encontrar sinédoques para onde quer que olhasse. «Como toda a gente», pensou. «A vida é dura», «Um homem não é de ferro», «Deus é grande». Mas há quem não tenha uma vida dura e seja de ferro e tenha um deus pequenino. É gente que testa a regra ou então que anda por aí calando e faz como vê fazer. Se um dia alguém se levantar no eléctrico e disser que é feliz, provavelmente será linchado, talvez até ignorado. Porque ninguém é feliz nos eléctricos?"



in Camarneiro, Nuno(2011).  No meu peito não cabem pássaros. Publicações Dom Quixote, Alfragideo.  Pág. 49

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Formação de sabores

Olá
Ao passear perto das novas instalações foi lanchar num cafezinho pitoresco, pedi o costume. Não é que vem uma caneca de cappuccino, tou no céu, olhem para o tamanho da dita cuja.

Até breve

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Honor Bound (Warlord #1)

A premissa do livro é um pouco fantasiosa demais existem muitas coincidências para poder se realizar mas gostei, um texto agradável. Bonita descrição de um mundo com vários seres, de realce o povo de Mikayla, a nossa heroína que possui dentes afiados que expelem veneno, tipo cobra.  
Sinopse:
To save her people, Mikayla S'Apul has only two options: Become a prize in the upcoming battle or take control of her fate. When a worn journal falls into her hands revealing the secrets of a legendary group of warriors, Mikayla realizes it holds the answer to her dilemma. A marriage of convenience is the only way to protect the Raasa people.
Overlord Vaan Galip is the commander of the Warlord army tasked with protecting Kabanians and bringing peace to his lands. Betrayed by one of his own, joining with Mikayla S'Apul would provide her people with protection while giving him the opportunity for vengeance. Falling for the Raasa female was never part of his plans.
When a common enemy threatens, Vaan and Mikayla learn the true depth of what it means to be bound not only by marriage but by honor.

Boas leituras

domingo, 29 de outubro de 2017

Craftsy: Expressive Pages: Journaling the Everyday

 Olá
Recebi via mail um vale de desconto para adquirir uma nova aula, ou um conjunto de aulas, se quiserem ser mais precisos porque uma nunca vem só. Era sobre um tema à minha escolha do universo existente, bastante alargado por sinal. Escolhi aulas sobre mixed media, só podia. Ultimamente ando vidrada neste tipo de arte e a sua versatilidade. Alguns fotos do que aí vem em matéria de trabalhos a serem feito durante as aulas.




Já fiz não um mas dois journals desta maneira e agora falta preencher, primeiro excercicio das aulas. Vamos a fotos...







Não são muito grandes devido ao facto de que os sacos de papel pardo utilizados são pequenos, proveniente do embrulho de pequenos objetos e em bom estado de conservação, e como tinha poucos juntei uns brancos, das idas à retrosaria. Uni com um fio encontrado no chão quando andava pela rua, uma meada parcial para ponto cruz em castanho. Reciclagem no seu melhor.
Até breve e espero com mais trabalhos realizados.

quarta-feira, 25 de outubro de 2017

Até os Mares Serem Desertos (Lady Most... #2)

Taran Ferguson anda cabisbaixo e numa noite de "bebedeira" tenta resolver a situação dos seus dois sobrinhos, no amor e na continuação da familia. Rapta quatro senhoras de uma festa ali próximo, com a ajuda dos seus servos, e enganou-se, eram só três precisas. Escócia no ano de nosso Senhor de mil e troca o passo passa durante o inverno por algum rebuliço na casa de Taran pois os seus sobrinhos encontram o amor, ao longo de quatro dias fechados fechados no palacete devido ao gelo, bem como Lord Bretton e o próprio Taran.
O livro está dividido em três partes, cada uma escrita por uma autora diferente, as passagens de uma parte para a outra não dão para perceber quem escreveu o quê, bastante fluido por inteiro, apesar de existir separação de cada parte. Se não existisse a folha a fazer a separação nem diria que tinha sido escrito a três mãos. 
 Sinopse:
Taran Ferguson, aristocrata arruinado, está cansado de esperar que os seus dois sobrinhos assegurem a linhagem de família através do matrimónio. Perante a passividade dos jovens, resolve tomar medidas (no mínimo) drásticas: invade o baile de um lorde com o objetivo de raptar três potenciais noivas. Mas a situação complica-se quando, inadvertidamente, rapta uma noiva a mais. Entre as eleitas encontram-se agora uma jovem lindíssima, uma herdeira de reputação ligeiramente duvidosa, uma beldade inglesa e uma incauta donzela sem nome e sem fortuna...
E no regresso a casa a situação complica-se ainda mais. Taran não só terá de lidar com a ira de Lord Bretton, que por azar se encontrava no lugar errado à hora errada, como com o forte nevão que os encurrala a todos no decrépito castelo. À medida que as horas vão dando lugar a dias, a tentação vai insinuar-se entre o insólito grupo. Quem entre eles irá ceder?
Escrito em conjunto por três das mais talentosas escritoras da literatura romântica contemporânea , Até os Mares Serem Desertos é uma combinação harmoniosa de talento e emoção. Um romance original, refrescante e pleno de magia!
  
Boas leituras

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

experiência de verão: cachecol - update

Olá
Ultimamente o tempo anda marado de todo, completamente doido, tanto que uma pessoa não sabe o que vestir, e no meu caso, que trabalho para as mãos coloco na mala para ir fazendo nos intervalos da vida.
Esta semana com a combinação de frio/calor levo na mala o cachecol em algodão. As fotos...
 Nota-se que a forma de tingir o fio mudou pouco depois de iniciar este trabalho, na altura uma desilusão mas enfim, e então tenho dois padrões diferentes só nesta primeira parte e ainda falta bastante linha para terminar o novelo. O primeiro até estava a gostar criava áreas definidas de cores: preto, cinza médio e cinza mais claro.
Até breve

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Baktus II - terminado

Olá
Aqui está o meu baktus terminado, muito quentinho e giro e vamos às fotos. 



Para tirar uma melhor foto tive de o colocar no chão tão grande ficou que não dá para ver esticado na mesa da cozinha. E agora só me falta esticá-lo.  Ao fazer fui vendo o filme Blue Car.

Até breve.

sábado, 7 de outubro de 2017

O plano da herdeira, de Courtney Milan

Jane Fairfield tem uma personalidade diferente daqueles na sociedade do seu tempo, sobressai mas infelizmente não por uma boa razão. Todos a sua volta troçam disfarçadamente ou com algum item da sua indumentária ou pela maneira como age. A sua personalidade não impede que seja uma mulher inteligente, herdeira de uma avultada fortuna, e decidida a obter o que quer, neste caso ajudar a irmã mais nova a lutar com a sua doença (na altura desconhecida mas agora conhecida como epilepsia), de todas as formas que achar necessárias, incluindo do próprio tio e seus médicos charlatões.
Oliver Marshall, filho bastardo de um nobre, integro e com poucos meios mais tarde foi abraçado pelos restantes irmãos de seu pai, tenta ingressar influentes para dar voto a quem não o tem e criar a futura câmara do povo inglesa, Câmara dos Comuns.
Juntos irão lutar contras as circunstâncias, separadamente, criadas para os deter e travar primeiro amizade e depois paixão e no fim, amor.
Sinopse:
Miss Jane Fairfield parece não acertar em nada do que faz. Desde a forma como fala (tem mesmo de falar assim tão alto?) e as coisas que diz (e que mais valia não dizer), às roupas pavorosas que veste (parece um pavão!), não há nada de atrativo nela – e, ao que parece, nem o dote associado ao seu nome a vai poder salvar. Dir-se-ia até que o faz de propósito...Será que...? Sim. É precisamente esse o plano. E Jane está disposta a tudo, até a fazer as figuras mais ridículas, se isso significar que a irmã permanecerá a salvo...Já Mr. Oliver Marshall faz tudo como deve ser. Filho bastardo de um duque, cresceu na pobreza, e agora pretende dar voz ao povo. Bastará um passo em falso para deitar tudo a perder – por isso não se vai deixar distrair pela esquisita criatura de quem todos se riem. Depressa se torna evidente, porém, que Jane não é aquilo que parece...Não...É muito, mas muito mais… conseguirá ele resistir?
Boas leituras

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Baktus II - update

Olá
hoje venho mostrar fotos do meu cachecol e o seu progresso. Estou quase finalizando o novelo, em princípio não será necessário mais pois já tem um comprimento bom para dar a volta ao pescoço, entrelaçando as pontas no circulo.


De momento, tem de comprimento 93 cm e na sua parte mais larga tem 42 cms. Terá de ser esticado pois ao fazê-lo torna-se muito encurvado, principalmente nas pontas, e assim ao ser esticado terá um maior impacto visual e maior alcance.
Até breve

domingo, 24 de setembro de 2017

Um sonho de amor, de Nora Roberts

 Margo Sullivan procura e procura. Desde criança que tem a convicção que há algo mais, que poder ter algo mais do que aquilo que tem. A sua mãe não compreende o que procura, o que a inquieta mas deixa-a seguir o seu caminho, que remédio.
 Alguns problemas pelo caminho mas chega a uma encruzilhada onde tem de decidir se quer continuar a procurar ou encarar e lutar pelo que tem. Ambas as amigas embarcam no negócio de roupa em 2ª mão, para ricos :)
Sinopse:
Margo, Laura e Kate não são irmãs biológicas, mas cresceram juntas na luxuosa Casa Templeton, e apesar de ter chegado o momento de cada uma seguir o seu rumo e realizar os seus sonhos, a casa da infância é sempre o porto de abrigo das três, e os laços que as unem são inquebráveis.
Margo é uma mulher deslumbrante, carismática e bem-sucedida. Contudo, nada do que alcança na sua carreira internacional de modelo consegue fazê-la esquecer o seu maior sonho: conquistar o amor e a aceitação da mãe. Talvez devesse ser mais doce, como Laura, ou mais racional, como Kate... mas ela é imprevisível, espontânea e impulsiva. Quando se vê confrontada com um revés profissional e é obrigada a procurar refúgio no seio da família Templeton, Margo toma consciência do que é realmente importante na sua vida, e Laura e Kate, as suas irmãs do coração, tudo farão para a ajudar.
Boas leituras

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Silver Bay - A baía do desejo, de Jojo Moyes

Gostei da personagem Mike e sua transformação de um executivo londrino, com o pensamento extremista em dinheiro, roupas e carros, para um trabalhador mais humano, menos ligado aos seus objetivos empresariais, que continua a pensar em dinheiro numa forma mais de subsistência, mas sem passar por cima das pessoas e da natureza, até certo ponto.
Com a sua evolução, e continuidade em residir no Hotel de Kathleen, vamos percebendo a vida diária dos nem-tanto-pouco-pacatos habitantes desta localidade costeira, virada para as baleias e golfinhos como meio de subsistência. Aqui temos vários tipos de personagens perdidas no tempo mas igualmente verdadeiras a si mesmas com fortes emoções e realidades: Greg que busca a felicidade numa garrafa ou numa situação; Hannah que deseja falar, do que a assusta, do que gosta, do que gostaria de fazer e a mãe não deixa; Liza perdida no desgosto pela morte da filha,; Kathleen, a força da idade e sua fuga ao passado como rapariga-tubarão ou o seu amor por um homem não aprovado pelo seus pais.
A relação entre Liza e Mike não é a mais amorosa e romântica, talvez por isso parece mais terra a terra e fuja um pouco ao normal em romances. A outra relação de Kathleen é igual, apesar de a distância. Adorei os relatos com os animais, situações de alegria algumas mas também de desespero, que tocam no leitor.
Sinopse:
Mike Dormer chega a Silver Bay, uma pacata vila costeira da Austrália, com um único e secreto intuito que abalará por completo a vida dos seus habitantes. Mas Silver Bay reserva-lhe um destino diferente. Liza McCullen e a sua filha Hannah, de dez anos, residem no familiar Hotel Silver Bay - tão excêntrico como a sua proprietária Kathleen - onde Mike se hospeda. As suas personalidades enigmáticas exercerão um fascínio inexplicável sobre o pragmático executivo londrino, que se deixará envolver irremediavelmente pelos membros da pequena comunidade de Silver Bay e pela magia que descobre no seu modo de vida. Em pouco tempo, Mike sentir-se-á dividido entre a culpa e o desejo, a responsabilidade... e a paixão inesperada. Paralelamente, a vida de Liza sofrerá uma reviravolta inevitável. Prisioneiros de uma perigosa teia de segredos e mentiras, estarão eles preparados para enfrentar os acontecimentos que se avizinham?
Boas leituras